Faça uma busca

Google
 

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Evolução 117: Eotheroides lambondrano, um sirênio fóssil em Madagascar

Uma nova espécie de sirênio primivo, Eotheroides lambondrano, foi descoberta na localizada de codinome AMP-11, próxima à vila de Ampazony, no noroeste de Madagascar. Os sirênios (Sirenia) incluem os peixes-boi e dugongos atuais, e uma série de espécies extintas, que mostram ao longo do tempo a progressiva adaptação à vida aquática. A nova espécie descoberta amplia o alcance geográfico dos sirênios no Eoceno Médio, em um gênero já conhecido com espécies no norte da África (E. aegyptiacus) e na Índia (E. babiae) e é muito significativa por ser a primeira espécie de mamífero descoberta no Terciário de Madagascar. A presença de restos de crocodilos e tartarugas aumenta a probabilidade de que o sítio de Ampazony se torne uma importante fonte de vertebrados terrestres no Eoceno de Madagascar, o que preencheria uma enorme lacuna.

Evolução 116: Yacarerani boliviensis

Uma equipe de paleontólogos brasileiros e argentinos descobriram no Cretáceo Superior da Bolívia (Formação Cajones, em nível atribuído ao Turoniano-Santoniano) um bizarro crocodiliano de focinho curto, supostamente um parente próximo do gênero registrado no Brasil Adamantinasuchus. Foi batizado de Yacarerani boliviensis, a partir das palavras guaranis yacare "jacaré" e rani "primeiro".

(mais detalhes em breve)


Bizarre Notosuchian Crocodyliform with Associated Eggs from the Upper Cretaceous of Bolivia. Fernando E. Novas, Diego F. Pais, Diego Pol, Ismar De Souza Carvalho, Agustin Scanferla, Alvaro Mones, and Mario Suárez Riglos, Journal of Vertebrate Paleontology 29(4):1316–1320, Dezembro de 2009

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Evolução 115: Bos buiaensis, o touro ancestral

Bos buiaensis representa um intermediário entre los búfalos africanos extintos do gênero Pelorovis, e o auroque, a forma selvagem original dos bovinos domésticos, Bos primigenius. Um crânio fóssil, com chifres de dois metros de envergadura, foi encontrado na localidade de Buia, na Eritréia, África Oriental, em terrenos de um milhão de anos de idade, junto com restos humanos, o que indica que tantos homens quanto bois realizaram uma migração paralela da África para a Europa por volta de 800.000 anos atrás. Outras espécies que podem ter seguido a mesma rota foram o leão (Panthera leo), o leopardo (Panthera pardus), a hiena-malhada (Crocuta crocuta), e o elefante-de-presas-longas (Palaeoloxodon antiquus), conforme atestam achados no sítio de Gesher Benot Ya'aqov, em Israel.

Fonte: Aragosaurus

Martínez-Navarro, B., Rook, L., Papini, M., Libsekal, Y. A new species of bull from the Early Pleistocene paleoanthropological site of Buia (Eritrea): Parallelism on the dispersal of the genus Bos and the Acheulian culture. Quaternary International, doi:10.1016/j.quaint.2009.09.003

Martínez-Navarro, B. & R. Rabinovich. The fossil Bovidae (Artiodactyla, Mammalia) from Gesher Benot Ya'aqov, Israel: out of Africa during the Early-Middle Pleistocene transition. Journal of Human Evolution (in Press, on-line 17/06/2010)

domingo, 13 de dezembro de 2009

Evolução 114: Tethyshadros insularis, o bico-de-pato italiano

O Tethyshadros insularis, é a mais nova espécie de dinossauro hadrossauróide a ser descrita, e a primeira a ser descoberta na Itália. Datado do Cretáceo, este curioso dinossauro bico-de-pato , cujo esqueleto é um dos mais c0mpletos já descobertos, combina traços primitivos e avançados, e é uma chave importantíssima para conhecermos melhor a evolução dos peculiares bicos-de-pato europeus, marcados pelo pequeno tamanho característico dos animais insulares. Na época em que o Tethyshadros vivia, o norte da Itália fazia parte da Ilha Adriática, uma das muitas compunham um imenso arquipélago existindo onde hoje estende-se o continente europeu. Futuras descobertas neste promissor sítio paleontológico italiano poderão auxiliar os cientistas a entender melhor a paleozoogeografia do arquipélago europeu, e suas relações com as faunas da Ásia, África e América do Norte. Os mais avançados dos hadrossauróideos eram os hadrossaurídeos (Hadrosauridae), os dinossauros bicos-de-pato por excelência, difundidos pela Asiamérica (bloco continental do Cretáceo Superior formado pela Ásia nuclear e pela metade oeste da América do Norte), de onde partiram algumas ramificações tardias para a Europa Ocidental (Espanha) e América do Sul (Argentina). Aqueles dinossauros aparentados a eles, mas primitivos demais para serem incluídos nos hadrossaurídeos, faziam parte da superfamília dos hadrossauróides, com alguns representantes de traços arcaicos no Cretáceo Médio asiático e norte-americano, e um grupo de espécies endêmicas européias, com fósseis achados em diversos sítios espalhados por Espanha, França, Holanda, Áustria, Hungria e Romênia.

Dalla Vecchia F.M., 2009. Tethyshadros insularis, a new hadrosauroid dinosaur (Ornithischia) from the Upper Cretaceous of Italy. Journal of Vertebrate Paleontology 29:1100-1116.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Evolução 113: Pliopithecus canmatensis

Pliopithecus (Pliopithecus) canmatensis sp. nov. é descrita a partir de algumas localidades aragonesas tais como Abocador de Can Mata (ACM) em els Hostalets de Pierola (Vacia de Vallès-Penedès, Catalunha, Espanha), datados entre 11.7 e 11.6 milhões de anos, correlacionados com o MN8 (referência: La Grive L3). As diferenças morfológicas encontradas justificam a distinção taxonômica da espécie mais conhecida P. antiquus. O Pliopithecus era um gênero fóssil de macacos que viveram no Mioceno Superior e Plioceno do Velho Mundo, originalmente considerados como ancestrais dos gibões, mas ultimamente vistos como um grupo extinto de antropóides com caracteres arcaicos.

A new species of Pliopithecus Gervais, 1849 (Primates: Pliopithecidae) from the Middle Miocene (MN8) of Abocador de Can Mata (els Hostalets de Pierola, Catalonia, Spain) (p 52-75)
David M. Alba, Salvador Moyà-Solà, Assumpció Malgosa, Isaac Casanovas-Vilar, Josep M. Robles, Sergio Almécija, Jordi Galindo, Cheyenn Rotgers, Juan Vicente Bertó Mengual
Published Online: Jun 19 2009 3:17PM
DOI: 10.1002/ajpa.21114

Evolução 112: Tawa hallae, born in the USA

Batizado com o nome do deus-sol do povo indígena norte-americano dos Pueblos, Tawa hallae é a mais nova espécie a ser descoberta de dinossauro primitivo. Datado do Triássico Superior, é mais uma espécie para aumentar a coleção de fósseis encontrados na Pedreira Hayden, em Ghost Ranch, Novo México. A análise cladística colocou o Tawa na base dos Terópodes (Theropoda), e sugere um aumento na nossa compreensão da evolução dos dinossauros carnívoros, indicando uma série de semelhanças entre as faunas contemporâneas das Américas do Norte e do Sul, a apontando para um desmembramento do grupo primitivo dos Celofisóides (Coelophysoidea), que revela-se um agrupamento de artificial de terópodes arcaicos.

Nesbitt, S. J., Smith, N. D., Irmis, R. B., Turner, A. H., Downs, A., and M. A. Norell. 2009. A complete skeleton of a Late Triassic saurischian and the early evolution of dinosaurs. Science 326:1530-1533.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Genealogia 458: Os ancestrais brasileiros do presidente uruguaio

Meu amigo (e primo) uruguaio, o prolífico genealogista Enrique Yarza Rovira me passou os nomes dos avós paternos do presidente eleito do Uruguai, José Mujica, que foram Jose Pilar Mujica, casado em Sauce del Yi, Florida, Uruguai, em 1882, com Eudoxia Zoa Terra Terra, nascida em 1858 em Florida, filha do brasileiro Benvenuto Terra e da uruguaia Morfisa Terra. Após algumas semanas de pesquisas e trocas de informações, levantei o ramo brasileiro de sua ancestralidade:

21 false false false MicrosoftInternetExplorer4

Primeira Geração

1. José Alberto Mujica Cordano nasceu em 20 maio 1934 em Montevidéu (Uruguai).

José casou-se com Lucía Topolansky.

Segunda Geração

2. ... Mujica casou-se com ... Cordano.

3. ... Cordano.

Terceira Geração

4. José Pilar Mujica casou-se com1 Eudoxia Zoa Terra Terra em 1882 em Sauce de Yi, Florida (Uruguai).

5. Eudoxia Zoa Terra Terra.

Fontes

1. Arquivo Pessoal de Enrique Yarza Rovira, 10 dez 2009.

Quarta Geração

10. Benvenuto Terra nasceu1 em Brasil. Ele casou-se com2 Marfisa Carlota Terra em 16 outubro 1857 em Florida (Uruguai).

11. Marfisa Carlota Terra nasceu3 em Florida (Uruguai).

Fontes

1. Arquivo Pessoal de Enrique Yarza Rovira, 17 dez 2009.

2. Arquivo Pessoal de Enrique Yarza Rovira, 17 dez 2009.

3. Arquivo Pessoal de Enrique Yarza Rovira, 17 dez 2009.


Quinta Geração

20. José Pereira da Terra nasceu em Rio Grande-RS. Ele casou-se com1 Felícia Rosa da Silveira em 27 fevereiro 1808 em Rio Grande-RS.

21. Felícia Rosa da Silveira nasceu em Rio Grande-RS.

22. José Pereira da Terra casou-se com Eudóxia Rodrigues.

23. Eudóxia Rodrigues.

Fontes

1. microfilmes LDS, São Pedro de Rio Grande C3, 3 mai 2006. Pesquisado por João Simões Lopes Filho.

Sexta Geração

40. Antonio Pereira da Terra nasceu1 em Flamengos, Ilha do Faial. Ele casou-se com2 Ana Silveira em 20 novembro 1776 em Rio Grande-RS.

41. Ana Silveira nasceu em 2 janeiro 1759 em Rio Grande-RS.

42. Amaro José da Silveira (de Quadros) nasceu3 em 17 outubro 1726 em Norte Grande, ilha de S.Jorge. Ele faleceu4 em 19 março 1793 em Rio Grande-RS. Amaro casou-se com5 Maria Joaquina da Assunção em 14 agôsto 1791 em Rio Grande-RS.

43. Maria Joaquina da Assunção nasceu em 25 março 1769 em Maldonado (Uruguai).

Fontes

1. microfilmes LDS, Rio Grande C2,1v, 26 abr 2006. Pesquisado por João Simões Lopes Filho.

2. microfilmes LDS, Rio Grande C2,1v, 26 abr 2006. Pesquisado por João Simões Lopes Filho.

3. Centro de Conhecimento dos Açores, http://pg.azores.gov.pt/drac/cca/ig/, Batismos de Norte Grande, 12 abr 2009. Pesquisado por João Simões Lopes Filho.

4. DOMINGUES, Moacyr, Portugueses no Uruguai: São Carlos de Maldonado 1764, EST, Porto Alegre, 1994, pg. 4.

5. microfilmes LDS, São Pedro do Rio Grande C2,103v, 3 mai 2006. Pesquisado por João Simões Lopes Filho.

Sétima Geração

80. José Pereira da Terra nasceu em Flamengos, ilha do Faial. Ele casou-se com Ana Maria.

81. Ana Maria nasceu em Flamengos, ilha do Faial.

82. Tomé da Silveira nasceu1 em Praia do Almoxarife, ilha do Faial. Ele casou-se com Maria do Rosário.

83. Maria do Rosário nasceu em Calheta, ilha de São Jorge.

84. Antônio da Silveira Machado nasceu em Norte Grande, ilha de S.Jorge. Ele casou-se com Teresa de Jesus Machado de Quadros.

85. Teresa de Jesus Machado de Quadros nasceu em Norte Grande, ilha de S.Jorge.

86. Manuel Jerônimo de Souza nasceu2 em Topo, ilha de São Jorge. Ele casou-se com Rosa Maria.

87. Rosa Maria nasceu3 em Ribeira Seca, ilha de São Jorge.

Fontes

1. microfilmes LDS, NSa das Necessidades do Povo Novo, Rio Grande-RS. Batismos, 13 mai 2005. Pesquisado por João Simões Lopes Filho.

2. DOMINGUES, Moacyr, Portugueses no Uruguai: São Carlos de Maldonado 1764, pg. 25.

3. DOMINUES, Moacyr, Portugueses no Uruguai: São Carlos de Maldonado 1764, pg.34.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Evolução 111: BICA SÃO TOMÉ, um novo sítio fossilífero para o Triássico Inferior do sul do Brasil

Rev. bras. paleontol. 12(1):67-76, Janeiro/Abril 2009


RESUMO – Uma nova localidade fossilífera, Bica São Tomé, é descrita para a Formação Sanga do Cabral, Triássico Inferiordo sul do Brasil. Consiste de arenitos finos alaranjados a avermelhados, com concreções carbonáticas e arenosas, e conglomerados intraformacionais intercalados. Esta localidade do Triássico Inferior é particularmente interessante já que os tetrápodes continentais ocorrem muito bem preservados e parcialmente articulados, uma feição incomum em sítios desta unidade, onde os fósseis são predominantemente desarticulados. Anfíbios temnospôndilos, répteis procolofonóides e prováveis arcossauromorfos estão entre os taxons encontrados na localidade. Estudos detalhados nesta nova localidade fornecerão informações que permitirão a complementação e melhor conhecimento das afinidades da fauna Sanga do Cabral com aquelas do Triássico Inferior do Gondwana e Laurásia.

Stock Da-Rosa, A. A., Piniero, G., Dias-Da-Silva, S. Cisneros, J. C., Feltrin, F. F., and L. W. Neto. 2009. Bica São Tomé, a new fossiliferous site for the Lower Triassic of Southern Brazil. Revista Brasileira de Paleontologia 12:67-76. doi: 10.4072/rbp.2009.1.06

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Genealogia 457: Uma dispensa nos Escotos


Segunda Geração

2. André Luís Escoto de Gusmão nasceu em 16 junho 1713 em Vila da Praia, ilha Terceira e foi batizado em 26 junho 1713 em Vila da Praia, ilha Terceira. Ele casou-se com 1 sua prima em 4º grau, Catarina Leonarda do Sacramento em 7 outubro 1737 em Altares, ilha Terceira.

3. Catarina Leonarda do Sacramento nasceu2 em Altares, ilha Terceira.

Fontes

1. Arquivo Pessoal, Doug Holmes.

2. microfilmes LDS, São Roque dos Altares, ilha Terceira, Açores (Portugal) - Casamentos, 24 nov 2004. Pesquisado por Ary Santos.

Terceira Geração

4. alferes Simeão Escoto da Fonseca Fagundes1 foi batizado em 23 fevereiro 1681 em Vila da Praia, ilha Terceira. Ele faleceu em 30 outubro 1757 em Vila da Praia, ilha Terceira. Simeão casou-se com2 Dona Justina Bernarda de Gusmão em 17 julho 1712 em Vila da Praia, ilha Terceira.

5. Dona Justina Bernarda de Gusmão foi batizada em 21 julho 1679 em Vila da Praia, ilha Terceira . Ela faleceu antes 1744.

6. Lourenço Borges nasceu em Angra do Heroísmo (Sé), ilha Terceira. Ele casou-se com Maria da Conceição (de Jesus).

7. Maria da Conceição (de Jesus) nasceu em 5 agôsto 1710 em Altares, ilha Terceira.

Fontes

1. SIMÕES LOPES Filho, João, A Família Escoto : dos Açores ao Brasil Meridional, Revista Gentree - Ano I - Número I, págs.3-16. São Paulo-SP, 2001.

2. microfilmes LDS, Santa Cruz da Vila da Praia, ilha Terceira, Açores. Casamentos. Pesquisado por João Simões Lopes Filho.

Quarta Geração

8. André Escoto da Fonseca1 foi batizado em 30 novembro 1662 em Vila da Praia, ilha Terceira. Ele faleceu em 22 junho 1691 em Vila da Praia, ilha Terceira. André casou-se com2 Margarida dos Serafins Machado Fagundes em 6 maio 1680 em Vila da Praia, ilha Terceira.

9. Margarida dos Serafins Machado Fagundes3.

10. Antônio Doeiras Valadão foi batizado em 11 maio 1652 em Vila da Praia, ilha Terceira. Ele casou-se com Dona Catarina de Melo em 7 janeiro 1673 em Vila da Praia, ilha Terceira.

11. Dona Catarina de Melo foi batizada em 16 junho 1656 em Vila da Praia, ilha Terceira . Ela faleceu em 8 abril 1717 em Vila da Praia, ilha Terceira.

12. Antônio de Fraga casou-se com Serafina Cabral.

13. Serafina Cabral.

14. Manuel Borges Homem da Costa casou-se com4 Maria Nunes em 6 maio 1686 em Altares, ilha Terceira.

15. Maria Nunes.

Fontes

1. SIMÕES LOPES Filho, João, A Família Escoto : dos Açores ao Brasil Meridional.

2. microfilmes LDS, Santa Cruz da Vila da Praia, ilha Terceira, Açores. Casamentos. Pesquisado por João Simões Lopes Filho.

3. SIMÕES LOPES Filho, João, A Família Escoto : dos Açores ao Brasil Meridional.

4. MENDES, Antônio Ornelas & FORJAZ, Jorge, Genealogias da Ilha Terceira.

Quinta Geração

16. Sebastião da Fonseca Saraiva Escoto1 foi batizado em 20 janeiro 1624 em Vila da Praia, ilha Terceira. Ele faleceu2 em 11 fevereiro 1707 em Agualva, ilha Terceira. Sebastião casou-se com Maria Luís de Souza em 10 julho 1644 em Sta Cruz da Vila da Praia, ilha Terceira (Açores).

17. Maria Luís de Souza foi batizada em 21 novembro 1623 em Vila da Praia, ilha Terceira . Ela faleceu antes 11 fevereiro 1707.

18. Gaspar Machado Diniz foi batizado em 9 maio 1624 em Agualva, ilha Terceira. Ele faleceu em 20 abril 1673 em Vila da Praia, ilha Terceira. Gaspar casou-se com Apolônia Gomes de Freitas em 26 janeiro 1643 em Vila da Praia, ilha Terceira.

19. Apolônia Gomes de Freitas foi batizada em 17 janeiro 1626 em Lajes, ilha Terceira . Ela faleceu em 15 fevereiro 1704 em Vila da Praia, ilha Terceira.

20. Barnabé Valadão nasceu c.1611 em Cabo da Praia, ilha Terceira. Ele casou-se com Catarina Doeiras em 30 janeiro 1636 em Sta Cruz da Vila da Praia, ilha Terceira (Açores).

21. Catarina Doeiras nasceu c.1616 em Vila da Praia, ilha Terceira.

22. capitão João de Melo de Gusmão3,4 foi batizado5 em 25 maio 1609 em Vila da Praia, ilha Terceira. Ele casou-se com6 Dona Teresa da Veiga em Maranhão.

23. Dona Teresa da Veiga7,8 nasceu9 em Évora (Portugal).

28. Antônio Fernandes Borges de Ázere casou-se com10 Bárbara Borges em 4 fevereiro 1652 em Altares, ilha Terceira.

29. Bárbara Borges.

30. Salvador Lucas Afonso nasceu cerca de 1634 em Quatro Ribeiras, ilha Terceira. Ele faleceu11 em 10 maio em Altares, ilha Terceira. Salvador casou-se com12 Apolônia Escoto da Fonseca em 15 novembro 1663 em Quatro Ribeiras, ilha Terceira.

31. Apolônia Escoto da Fonseca foi batizada13 em 12 julho 1626 em Vila da Praia, ilha Terceira . Ela faleceu14 em 6 janeiro 1687 em Altares, ilha Terceira.

Fontes

1. SIMÕES LOPES Filho, João, A Família Escoto : dos Açores ao Brasil Meridional.

2. comunicação pessoal via e-mail, Ary Santos.

3. microfilmes LDS, Vila da Praia, casamentos.

4. SOARES, Eduardo Campos de Castro Azevedo, Nobiliário da Ilha Terceira, Tit. Teixeiras, 1.

5. MENDES, Antônio Ornelas & FORJAZ, Jorge, Genealogias da Ilha Terceira.

6. MENDES, Antônio Ornelas & FORJAZ, Jorge, Genealogias da Ilha Terceira.

7. SOARES, Eduardo Campos de Castro Azevedo, Nobiliário da Ilha Terceira, Vila da Praia, casamentos.

8. SOARES, Eduardo Campos de Castro Azevedo, Nobiliário da Ilha Terceira, Tit. Teixeiras.

9. MENDES, Antônio Ornelas & FORJAZ, Jorge, Genealogias da Ilha Terceira.

10. MENDES, Antônio Ornelas & FORJAZ, Jorge, Genealogias da Ilha Terceira.

11. microfilmes LDS, São Roque dos Altares,ilha Terceira, Açores (Portugal), Óbitos, 7 dez 2004. Pesquisado por Ary Santos.

12. comunicação pessoal via e-mail, Ary Santos.

13. microfilmes LDS, Santa Cruz da Vila da Praia, ilha Terceira, Açores. Batismos. Pesquisado por João Simões Lopes Filho.

14. microfilmes LDS, São Roque dos Altares, ilha Terceira, Açores. Óbitos. Pesquisado por Ary Santos.

Sexta Geração

32. Antônio da Fonseca Saraiva nasceu 1 cerca de 1588. Ele faleceu antes 15 novembro 1664. Antônio casou-se com Catarina Escoto Botelier.

33. Catarina Escoto Botelier foi batizada em 18 junho 1598 em Vila da Praia, ilha Terceira . Ela faleceu2 em 25 janeiro 1686 em Quatro Ribeiras, ilha Terceira.

34. João Ferreira nasceu c.1593 em Ribeira Seca, ilha de S.Jorge. Ele faleceu antes 1644. João casou-se com Beatriz Manuel em 13 fevereiro 1623 em Vila da Praia, ilha Terceira.

35. Beatriz Manuel foi batizada em 14 abril 1595 em Vila da Praia, ilha Terceira . Ela faleceu em 21 setembro 1634 em Vila da Praia, ilha Terceira.

36. Pedro Vaz Diniz nasceu antes 1588 em Agualva, ilha Terceira. Ele casou-se com3 Maria Gonçalves Machado em 26 julho 1618 em Nove Ribeiras, ilha Terceira.

37. Maria Gonçalves Machado foi batizada em 11 março 1595 em Nove Ribeiras, ilha Terceira .

38. Lázaro Gonçalves nasceu em Vila da Praia, ilha Terceira. Ele casou-se com Francisca de Freitas em 13 setembro 1615 em Vila Nova, ilha Terceira.

39. Francisca de Freitas4 foi batizada em 2 março 1596 em Vila Nova, ilha Terceira .

40. Pedro Larcão (mancebo) nasceu c.1580. Ele casou-se com Catarina Valadão em 25 maio 1610 em Sta Cruz da Vila da Praia, ilha Terceira (Açores).

41. Catarina Valadão nasceu c.1590.

42. Manuel Rodrigues Leonardes casou-se com Inês de Paiva em 12 agôsto 1604 em Vila da Praia, ilha Terceira.

43. Inês de Paiva.

44. Manuel de Melo Teixeira nasceu c.1581. Ele casou-se com5 Leonor Dornelas de Gusmão (Mourato) em 25 outubro 1593 em Angra do Heroísmo (Conceição), ilha Terceira.

45. Leonor Dornelas de Gusmão (Mourato)6,7.

46. Pedro Lourenço de Seixas casou-se com Grácia da Costa Veiga.

47. Grácia da Costa Veiga.

56. Francisco Lucas casou-se com Isabel de Ázere.

57. Isabel de Ázere.

60. Gregório Afonso casou-se com Apolônia Nunes.

61. Apolônia Nunes nasceu antes 1614.

62. Antônio da Fonseca Saraiva é impresso como #32 à página 6.

63. Catarina Escoto Botelier é impresso como #33 à página 6.

Fontes

1. SIMÕES LOPES Filho, João, A Família Escoto : dos Açores ao Brasil Meridional.

2. comunicação pessoal via e-mail, Ary Santos.

3. NEMESIO, Vitorino & NEMESIO, Gonçalo, Uma Família do Ramo Grande : Ilha Terceira, Oficinas Gráficas de Barbosa & Xavier Ltda, Braga, 1994.

4. NEMESIO, Vitorino & NEMESIO, Gonçalo, Uma Família do Ramo Grande : Ilha Terceira.

5. MENDES, Antônio Ornelas & FORJAZ, Jorge, Genealogias da Ilha Terceira.

6. SOARES, Eduardo Campos de Castro Azevedo, Nobiliário da Ilha Terceira.

7. GAIO, Manuel Jose da Costa de Felgueiras, Nobiliário das Famílias de Portugal, Oficinas Gráficas da Pax, Braga, 1939., Tit. Ornelas.

Genealogia 456: Família de João Lourenço Borges

Primeira Geração

1. Maria foi batizada1 em 23 julho 1809 em Laguna-SC (Santo Antônio dos Anjos) .

Fontes

1. microfilmes LDS, Santo Antônio dos Anjos, Laguna/SC, Batismos, 23 jan 2005. Pesquisado por João Simões Lopes Filho.

Segunda Geração

2. João Lourenço Borges nasceu em Florianópolis-SC (Desterro). Ele casou-se com Vitorina Maria em 13 setembro 1800 em Florianópolis-SC (Desterro).

3. Vitorina Maria nasceu em Florianópolis-SC (Desterro).

Terceira Geração

4. Manuel Lourenço Rebolo nasceu1 em Quatro Ribeiras, ilha Terceira. Ele casou-se com2 Ana de Jesus em agôsto 1777 em Florianópolis-SC (Desterro).

5. Ana de Jesus.

6. Manuel Ferreira Diniz nasceu em Florianópolis-SC. Ele faleceu3 em 8 setembro 1802 em Florianópolis-SC (Desterro). Manuel casou-se com Antônia Maria de Jesus.

7. Antônia Maria de Jesus nasceu4 em Santa Cruz, ilha Graciosa.

Fontes

1. Arquivo Pessoal de Gilson Justino da Rosa, 30 jul 2009.

2. Arquivo Pessoal de Gilson Justino da Rosa, 30 jul 2009.

3. Arquivo Pessoal de Gilson Justino da Rosa, 30 nov 2009.

4. Arquivo Pessoal de Gilson Justino da Rosa, 30 nov 2009.

Quarta Geração

8. Antônio Lourenço Rebolo nasceu em Quatro Ribeiras, ilha Terceira. Ele casou-se com Rosa Jacinta.

9. Rosa Jacinta nasceu em Quatro Ribeiras, ilha Terceira.

10. Manuel Borges casou-se com1 Maria de Jesus.

11. Maria de Jesus.

12. incógnito casou-se com Bernarda Andreza.

13. Bernarda Andreza.

14. Antônio da Costa "mariante" casou-se com Apolônia Maria.

15. Apolônia Maria.

Fontes

1. Arquivo Pessoal de Gilson Justino da Rosa, 30 jul 2009.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Evolução 110: Cantalera, uma rica jazida paleontológica espanhola

La Cantalera é um sítio datado dos limites entre o Hauteriviano e o Barremiano, divisões do Cretáceo Inferior. Localiza-se no município de Josa, província de Teruel, em Aragão, leste da Espanha. A lista faunística, já extensa, vem sendo ampliada enormemente com diversas descobertas recentes.
PEIXES
Actinopteryigii indet.)
ANFÍBIOS
Albanerpetonidae indet.
Discoglossidae indet.
RÉPTEIS
Ordem CHELONIA
Pleurosternidae? indet.)
Ordem LACERTILIA
lagarto (Paramacellodidae? indet.)
Ordem CROCODYLOMORPHA
cf. Theriosuchus sp.
Bernissartidae indet.
Goniopholididae indet.
cf. “Chiquitosuchus” sp.)
Ordem PTEROSAURIA
(Istiodactylidae? indet., Ornithocheiridae? indet.)
Ordem ORNITHISCHIA
(Iguanodontoidea indet., Hadrosauroidea? indet., “Hypsilophodontidae” indet., Rhabdodontidae? indet.)
tireóforo (Polacanthidae indet.)
Ordem SAURISCHIA
Subordem SAUROPODOMORPHA
Euhelopodidae indet.
Subordem THEROPODA
Carcharodontosauridae? sp.,
Baryonychinae sp.,
aff. Paronychodon sp., Maniraptora indet. 1, 2 y 3,
Dromaeosaurinae indet. 1, 2 y 3,
Velociraptorinae indet.
Avialae? indet.
MAMÍFEROS
Ordem MULTITUBERCULATA
Cantalera abadi
Eobaataridae indet.
Plagiaulacidae indet.

Evolução 109: Fauna de Gondwana IX - Tingamarra

Gondwana-índiceFormação TINGAMARRA
Localização: Murgon, Austrália
Idade: Eoceno Inferior

Ordem CHELONIA
Família Trionychidae
Murgonemys braithwaitei
Ordem SERPENTES
Família Madtsoiidae

Alamitophis tingamarra Scanlon, 2005
Patagoniophis australiensis Scanlon, 2005
Kambara implexidens
Kambara murgonensis
Ordem CROCODYLIFORMES
Família Crocodylidae - Mekosuchinae
Kambara implexidens
AVES
Ordem ?
Graculavidae
Ordem ANSERIFORMES
Família Anhimidae

Anhimidae indet.
Ordem PASSERIFORMES
indet.
Clado AMERIDELPHIA
Ameridelphia indet.
Ordem POLYDOLOPIMORPHIA
Archaeonothos henkgodthelpi Beck, 2013 (no prelo)
Chulpasia jimthorselli Sigé et alii, 2009
Thylacotinga bartholomaii
Superordem AUSTRALIDELPHIA
Djarthia murgonensis Godthelp et al., 1999
Ordem "CONDYLARTHRA"
Tingamarra porterorum
Ordem CHIROPTERA
Australonycteris clarkae Hand et al., 1994

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Evolução 108: Cruxicheiros, um novo (e antigo) dinossauro inglês

A new large-bodied theropod dinosaur from the Middle Jurassic of Warwickshire, United Kingdom

Roger B. J. Benson and Jonathan D. Radley

No Calcário de Chipping Norton (Chipping Norton Limestone), formação datada do Jurássico Médio (Bathoniano), em Warwickshire, Inglaterra, foram encontram fósseis que representam uma nova espécie de grande dinossauro carnívoro, distinto do contemporâneo Megalosaurus bucklandii (a primeira espécie de dinossauro a ser descoberta, em pleno século XVIII). Batizado de Cruxicheiros newmanorum, a caráter fragmentário dos restos não permite uma análise filogenética precisa, podendo ter sido o mais basal dos tetanuros (Tetanurae), dos megalossauróides (Megalosauroidea = Spinosauroidea) ou ainda, o mais primitivo dos neotetanuros (Neotetanurae). O nome escolhido é uma referência ao nome do lugar onde foi encontrado, Crosshand, donde a escolha da composição: crux, "cruz" em latim (inglês cross), e cheiros, "mão" em grego (inglês hand). Hibridismos latim+grego não são raros em nomes científicos, mas a formação possui alguns erros de declinação: como prefixo, crux declina-se como cruci-, e não cruxi- (do mesmo modo que o prefixo referente a rex "rei" é regi-; a velox "veloz" é veloci-); "mão" em grego é kheir/cheir, e não cheiros. Uma forma mais razoável seria Crucicheir, ou Crucichir (latinizando kheir como chir). Um composto totalmente grego seria Staurikocheir; e totalmente latino seria Crucimanus.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Evolução 107: O Carnaval Crocodiliano do Sahara


Há cerca de 100 milhões de anos, os parentes extintos dos atuais crocodilianos eram extremamente variados: conviviam carnívoros, insetívoros, onívoros, filtradores de plâncton; gigantes e anões; formas aquáticas e terrestres; nadadores e corredores. A total extensão do grupo não foi totalmente descoberta e explicada, mas um estudo dos paleontólogos Paul Sereno e Hans Larsson revelou uma série de novas descobertas, tanto ampliando o conhecimento sobre animais já conhecidos, como batizando e descrevendo diversas novas espécies. Os crocodilianos fósseis, datados do Cenomaniano (estrato mais antigo do Cretáceo Superior), foram achados em jazidas fossilíferas em Marrocos e Níger. Dentre as novas espécies, o "ratcroc" (crocodilo-rato), é uma nova espécie, Araripesuchus rattoides, pertencente a um gênero já conhecido no Brasil, Argentina, Madagascar e outros lugares da África. Um parente próximo, o Araripesuchus wegeneri, já era conhecido, e foi apelidado de "dogcroc" (crocodilo-cachorro), por ser um pequeno carnívoro corredor. Outra espécie impressionante era o "boarcroc" (crocodilo-javali), com presas enormes, Kaprosuchus saharicus (do grego kapros, "javali"), que integrava a família dos Mahajangasuquídeos (Mahajangasuchidae), junto como Mahajangasuchus, de Madagascar.
O bizarro "duckcroc" (crocodilo-pato), Anatosuchus minor, descoberto pelo mesmo Sereno em 2003, possuía um bico largo e achatado, e devia se alimentar de vermes e pequenos animais aquáticos de corpo mole, tendo sido achado na Formação Elrhaz, no Níger. As duas espécies Laganosuchus thaumastos, do Níger (Formação Echkar, Cenomaniano) e L. maghrebensis, do Marrocos (Formação Kem Kem, mesma idade), os "pancakecrocs" (crocodilos-panqueca), tinham grandes mandíbulas em arco, e eram aparentadas ao Stomatosuchus inermis do Egito, devendo caçar vertebrados aquáticos com suas enormes bocas de caçapa.

ZooKeys 28 (Special Issue)
Cretaceous Crocodyliforms from the Sahara
Paul C. Sereno, Hans C. E. Larsson

Evolução 106: Hollanda luceria, uma ave corredora no Cretáceo


A faunas de Barun Goyot, Nemegt e Djadokhta, no Cretáceo Superior da Mongólia, são caracterizadas por um certo número de espécies fósseis de aves, tanto do grupo mesozóico extinto das Enantiornithes como do grupo das Ornithurae, que inclui as espécies atuais (Neornithes). A espécie recém-descoberta Hollanda luceria (batizada assim à família Holland, patrocinadora das escavações, e à banda norte-americana Lucero) está incluída no grupo dos Ornithuromorpha, que um ramo mais abrangente, que incorpora uma série de espécies primitivas demais para ser incluídas nas Ornithurae. A morfologia da Hollanda indica que ela seria uma espécie de pássaro corredor vivendo no chão, de hábitos semelhantes aos do peru ou do galo-cuco (o popular "papa-léguas", roadrunner nos EUA).


Alyssa K. Bell, Luis M. Chiappe, Gregory M. Erickson, Shigeru Suzuki, Mahito Watabe, Rinchen Barsbold, and K. Tsogtbaatar. Description and ecologic analysis of _Hollanda luceria_, a Late Cretaceous bird from the Gobi Desert(Mongolia). Cret. Res,. in press doi:10.1016/j.cretres.2009.09.001

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Evolução 105: Fauna de Gondwana VIII - Punta Peligro

Gondwana-índice

Formações SALAMANCA e BANCO NEGRO INFERIOR (PUNTA PELIGRO)

Localização: Chubut, Argentina
Idade: Paleoceno Inferior

Class Amphibia
Order Anura
Family Leptodactylidae
Gen et sp. indet. 1.
Gen et sp. indet. 2.
Family Pipidae?
Gen et sp. indet.
Class Reptilia
Order Chelonia
Family Chelidae
Hydromedusa cf. casamayorensis de la Fuente & Bona,
2002
Yaminuechelys maior Staesche, 1929
Order Crocodylia
Family ?Crocodylidae
Necrosuchus ionensis Simpson, 1937
Família Alligatoridae
Eocaiman nov. sp.
Class Mammalia
Order Monotremata
Family Ornithorhynchidae
Monotrematum sudamericanum Pascual et al., 1992
Order Gondwanatheria
Family Sudamericidae
Sudamerica ameghinoi Scillato-Yané & Pascual, 1985
Order Dryolestida
Family Peligrotheriidae
Peligrotherium tropicalis Bonaparte, Van Valen &
Kramarz, 1993
Order Peradectia or Didelphimorphia
Family, genus, and species indet.
Order Didelphimorphia
Family Derorhynchidae
Derorhynchus aff. D. minutus Goin, Case, Woodburne,
Vizcaı´no & Reguero, 1999
Family indet.
Didelphopsis nov. sp.
Order Sparassodonta
Family, genus and species indet.
Order Polydolopimorphia
Family indet.
gen. et sp. nov. Family Bonapartheriidae
gen et sp. nov.
Order Panameriungulata
Family Didolodontidae
Escribania talonicuspis nov. sp.
Escribania chubutensis Bonaparte, Van Valen &
Kramarz, 1993
Raulvaccia peligrensis Bonaparte, Van Valen &
Kramarz, 1993
Infraorder Litopterna (sensu Muizon & Cifelli, 2000)
Family Notonychopidae*
Requisia vidmari Bonaparte & Morales, 1997
*Notonychopidae were recognised also as a distinct taxon
from Litopterna, as Order Notopterna (Soria 1988).

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Evolução 104: Fauna de Gondwana VII - Laguna Fría e La Barda

Gondwana-índice

Formação LAGUNA FRÍA

Localização: Chubut, Argentina

Idade: Eoceno Inferior (49.51 Ma +/- 0.31)


Ordem DIDELPHIMORPHIA
Familia Peradectidae sp.
Família Protodidelphidae
Protodidelphis sp.
Família Derorhynchidae
Pauladelphys sp.
Derorhynchus cf. minutus
Família Sternbergiidae
cf. Itaboraidelphys
Didelphimorphia sp.
Ordem SPARASSODONTA
Família Hathliacynidae
sp.
Família Borhyaenidae
cf. Nemolestes
Ordem MICROBIOTHERIA
Família Microbiotheriidae
Eomicrobiotherium sp.
Microbiotheriidae sp.
Microbiotheria sp.
Ordem POLYDOLOPIMORPHIA
Subordem Polydolopiformes - Família Polydolopidae
Polydolops unicus Tejedor et al., 2009
Polydolops rothi Simpson, 1936
Polydolops spp.
Amphidolops spp.
Ordem CINGULATA
Família Dasypodidae
Prostegotherium cf. astrifer
Astegotherium sp.
Stegosimpsonia sp.
Ordem CHIROPTERA
sp.
Ordem "CONDYLARTHRA"
Didolodontidae spp.
Ordem LITOPTERNA
Família Protolipternidae
Asmithwoodwardia subtrigona
Família Sparnotheriodontidae
aff. Notiolofos
aff. Victorlemoinea longidens Ameghino, 1901
Ordem NOTOPTERNA
Família Amilnedwardsiidae
sp.
Ordem NOTOUNGULATA
Família Henricosborniidae
Henricosbornia lophodonta Ameghino (1901)
Othnielmarshia lacunifera Ameghino (1901)
Família Notostylopidae
Edvardotrouessartia sola Ameghino (1901)
Família Oldfieldthomasiidae
Família Archaeopithecidae
Família Interatheriidae
Família Isotemnidae

Formação LA BARDA


Localização: Chubut, Argentina

Idade: Eoceno Inferior (47.89 Ma +/- 0.21)

Ordem DIDELPHIMORPHIA
Família Caroloameghiniidae
aff. Caroloameghiniidae sp.
Familia incertae sedis
Família Protodidelphidae
Protodidelphis sp.A
Protodidelphis sp.B
Família Derorhynchidae
Pauladelphys sp.
Família Sternbergiidae
Marmosopsis sp.
Ordem PAUCITUBERCULATA
Bardalestes hunco Goin et alii, 2009
spp.
Ordem SPARASSODONTA
sp.
Ordem POLYDOLOPIMORPHIA
Subordem Hatcheriformes - Família Glasbiidae
Palangania cf. brandmayri
Palangania sp.
Subordem Bonapartheriiformes - Família Gashterniidae
Gashthernia ctalehor Simson, 1935
Subordem Polydolopiformes - Família Polydolopidae
Polydolops unicus Tejedor et al., 2009
Polydolops rothi Simpson, 1936
Polydolops spp.
Amphidolops sp.
Ordem CINGULATA
Família Dasypodidae
Riostegotherium sp.
Prostegotherium cf. astrifer
Stegosimpsonia sp.
Ordem LITOPTERNA
Família Protolipternidae
Asmithwoodwardia subtrigona
Asmithwoodwardia sp.
Ordem NOTOUNGULATA
Família Henricosborniidae
Henricosbornia lophodonta Ameghino, 1901
Família Notostylopidae
Homalostylops parvus Ameghino, 1897
Família Archaeopithecidae
Família Isotemnidae
Ordem ASTRAPOTHERIA
indet.